Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

Uma carta que nunca será lida mas precisava ser escrita.

Dias estranhos os que estamos vivendo, difíceis para alguns mas com direito a felicidade e momentos, muitos, de alegria, mas, para outros, incrível como para outros os dias atuais teem trazido tristeza, amargura e depressão.
Tem me espantado o número de pessoas deprimidas no final deste ano de 2011. E, as pessoas estão mais estranhamente ainda fechadas de tal forma nesta tristeza, neste amargor, que não permitem serem ajudadas, assim como se receber amor e carinho fosse um desrespeito ao seu sofrer. Tudo muito difícil, porque, a outra porção deste mesmo mundo, os que, apesar do viver, conseguem sorrir e ter momentos de felicidade querem transmitir esta luz para tirá-los do buraco escuro que se meteram, mas não nos aceitam.
Parece ser uma das caracteristicas da depressão e infelizmente me ensinaram a respeitar o sentimento alheio, assim, venho para este teclado, este computador, como iria há anos atras ao meu caderno e minha caneta, para escrever, escrever hoje para uma pessoinha lin…

Impossível é não viver

Imagem
" Se te quiserem convencer de que é impossível, diz-lhes que impossível é ficares calado, impossível é não teres voz. Temos direito a viver. Acreditamos nessa certeza com todas as forças do nosso corpo e, mais ainda, com todas as forças da nossa vontade. Viver é um verbo enorme, longo. Acreditamos em todo o seu tamanho, não prescindimos de um único passo do seu/nosso caminho.

Sabemos bem que é inútil resmungar contra o ecrã do telejornal. O vidro não responde. Por isso, temos outros planos. Temos voz, tantas vozes; temos rosto, tantos rostos. As ruas hão-de receber-nos, serão pequenas para nós. Sabemos formar marés, correntes. Sabemos também que nunca nos foi oferecido nada. Cada conquista foi ganha milímetro a milímetro. Antes de estar à vista de toda a gente, prática e concreta, era sempre impossível, mas viver é acreditar. Temos direito à esperança. Esta vida pertence-nos.

Além disso, é magnífico estragar a festa aos poderosos. É divertido, saudável, faz bem à pele. Quando el…
Como diz um querido amigo meu existem duas formas de ajudar as pessoas, de forma imediatista através de grandes manifestações e da forma formiguinha, onde vai se plantando sementes em corações e aguardamos que cada um se desenvolva, evolua e deixe crescer as flores plantadas em cada ser. Eu penso que fiquei muito tempo no formato formiguinha, e este blog e meu livro são exemplos disto, mas resolvi que é preciso também gritar, manifestar, fazer com que nos ouçam, na dúvida, preferi agir das duas formas e garantir que estou sim fazendo algo pelo futuro de nossa Terra, nosso planeta, começando pelo nosso amado Brasil.
Por este motivo tenho vindo menos aqui e tenho estado muito no https://www.facebook.com/#!/groups/nasruas/    Acessem, participem. Se este movimento não fosse apartidário, pacífico e contra as drogas, garanto-lhes, não estaria lá com pessoas tão engajadas, especiais e motivadas.
Bjs em seus corações

Mara Zumpano